ConexãoIn

Feira de São João na Ceasa movimenta a economia baiana e traz produtos tradicionais a preços acessíveis

 

Até o dia 30 de junho, a tradicional ‘Feira de São João’ está de volta à Central de Abastecimento de Salvador (Ceasa), com uma variada oferta de produtos típicos do período junino e a promessa de aquecer a economia baiana durante todo o mês de junho. A expectativa é que as vendas superem o ano de 2022, quando mais R$ 5,5 milhões de reais foram movimentados com a venda de milho verde e amendoim. A feira está montada no entorno do antigo frigorífico, no quilômetro cinco e meio da rodovia CIA-Aeroporto (BA-526).

De acordo com dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), responsável pela administração da Ceasa, a média de vendas de amendoim e milho durante o período junino na feira é de 1,7 tonelada. “A feira é um momento de grande movimento na Ceasa, pois oferece uma diversidade de alimentos típicos, como amendoim e milho, que são muito procurados nesta época do ano. Além disso, ela contribui para que os feirantes aumentem sua renda e fortaleçam seus negócios”, destaca Cristiane Dada, coordenadora operacional da Ceasa.

Para o feirante Sandro Santos, a Feira de São João da Ceasa representa uma oportunidade única de alavancar suas vendas e incrementar a renda familiar. “A feira é um momento muito especial para nós, feirantes. Conseguimos vender nossos produtos diretamente aos consumidores, sem intermediários, e isso faz uma grande diferença em nossa renda. É um período em que aproveitamos para mostrar nossos produtos e conquistar novos clientes.”

Além da qualidade dos produtos, os valores menores que os encontrados em supermercados favorecem quem compra para revender, como é o caso de do comerciante Silvio Santos. “É muito bom ter esse espaço dedicado à Feira de São João, onde encontramos os produtos típicos da época com preços mais acessíveis. É uma oportunidade de saborear as delícias juninas sem gastar muito.”

A Feira de São João na Ceasa funciona dentro do horário regular de funcionamento do local. Às segundas, quartas e sextas-feiras, os portões abrem às 3 horas para permissionários e funcionários, e às 4 horas para os clientes.

Fotos: Feijão Almeida/GOVBA

POR: Rita Moraes
Publicado em 03/06/2023