ConexãoIn

Escritório Social já atendeu mais de 100 egressos do sistema prisional e familiares

 
O Escritório Social da Bahia, equipamento que tem como proposta apoiar a reintegração social de egressos do sistema prisional, realizou 181 atendimentos entre 15 de março e 2 de junho. No escritório, profissionais de direito, assistência social e psicologia atuam em um espaço com cinco salas de atendimento, brinquedoteca, espaço de leitura, sala de reuniões e auditório.
 
O equipamento possui estrutura multisserviços impulsionada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). “Por conta dos protocolos da Covid-19, começamos de forma tímida, mas já estamos referenciando os atendidos para as redes sócios assistenciais como Cras e Caps. Ofertamos ainda ajuda no retorno aos estudos e atividades laborais, bem como aquisição de documentação, apoio psicológico, atendimento médico, entre outros”, explica a coordenadora do Escritório Social da Bahia, Luz Marina.
 
Do total de atendidos, 90 são ex-presidiários e o restante são familiares. Para a gerente do Escritório Social, Beatriz Brandão, os números justificam a necessidade do equipamento para a prestação de um serviço social de qualidade. Segundo ela, 61% dos atendidos vivem com menos de um salário mínimo, 80% não possuem carteira assinada, 66% não recebem nenhum benefício social e apenas 35% dos atendidos possuem nível médio completo. “Aqui fazemos encaminhamento para aquisição de benefícios, emprego e renda, capacitação, e também inserimos o egresso para o recebimento do benefício ao qual ele tenha direito”, afirma Beatriz.
 
A unidade está localizada na Avenida Dom João VI, nº 106, em Brotas, próximo ao Colégio Góes Calmon e em frente à Delicatessen Pão e Mel. Resultado de cooperação técnica do Governo do Estado com o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) e o CNJ, este é o 6º Escritório Social do país.
 
No momento, a unidade conta com o trabalho de quatro egressos do sistema prisional, entre eles Marcela Silva. “Aqui estou tendo oportunidade de fazer cursos, trabalhar no programa Começar de Novo. E não é só o trabalho, mas também o apoio que todos me dão. Para mim, é gratificante poder pagar meu aluguel e comprar meu alimento. Quem estiver precisando de apoio venha buscar. Aqui tem pessoas disposta a olhar por nós e nos ajudar”, destaca Marcela.
 
José Gricélio Santos também encontrou apoio no Escritório Social. “Sou de São Paulo e este emprego está abrindo novos horizontes e grandes oportunidades. Eu tenho família e agora consigo ajudar o meu pai e minha mãe. Eu tenho um canal no YouTube e um programa de TV, onde eu também ajudo outras pessoas, pois foi o que aprendi com o Escritório Social”, revela.
 
A sociedade civil e empresários que desejem realizar parceria em apoio à reintegração de ex-detentos podem entrar em contato com o Escritório Social da Bahia por meio das rede sociais (@escritoriosocial_ba) ou por telefone: 71 3116-5072 / 5595 / 5064.
 
#conexaoin
#conectadocomanoticia
POR: Rita Moraes
Publicado em 12/07/2021