ConexãoIn

Edtech Proesc conquista certificado do GPTW – Great Place To Work® Brasil 2023

Com 15 anos no mercado da educação, a Proesc, edtech amapaense que desenvolve soluções inovadoras de gestão para instituições de ensino, vai fechar 2023 com chave de ouro. Isso porque a empresa acabou de receber o certificado do GPTW – Great Place To Work Brasil, sendo reconhecida por seus colaboradores como uma excelente empresa para trabalhar. O selo existe desde a década de 1980 em mais de 100 países, com o objetivo de destacar empresas que possuem excelência em práticas de gestão de pessoas, segmento em que a empresa vem se destacando por colocar em prática uma cultura focada em resultados e na qualidade de vida dos colaboradores.
A edtech tem um grande comprometimento e eficiência no atendimento dos consumidores, assim como na criação de ferramentas para melhorar a qualidade e gestão escolar. Porém, entre os princípios da empresa, valorizar os colaboradores que fazem a mesma crescer a cada dia é uma prioridade. “Cuidar do nosso time é um dos objetivos da minha gestão. Pessoas felizes são mais produtivas e focam no sucesso dos clientes e reflete em toda a estrutura”, afirma Felipe Ferreira, CEO e co-fundador da Proesc.

 

Sobre a Proesc:

Fundada em 2008 no estado do Amapá, a Proesc oferece a plataforma de gestão escolar on-line mais inovadora do mercado, com funcionalidades completas para as áreas acadêmica, pedagógica e financeira, como o E-class, aplicativo focado em atividades pedagógicas online e ensino híbrido, e o Proesc Pay, aplicativo focado na automação da gestão financeira das escolas, que reduz em até 80% a inadimplência escolar. A edtech que já contempla mais de 1.500 unidades escolares, visa proporcionar integração, segurança e otimização nos processos diários de uma escola. Seguindo o objetivo de expandir o negócio, em 2023 a amapaense levantou a sua primeira captação no valor de R$8 milhões, em rodada seed liderada pelo fundo Square. Para saber mais, acesse o site da empresa.

 

Lindomar Góes, Elias Teixeira e Felipe Ferreira, sócios da Proesc. CRÉDITO Erich Macias
POR: Rita Moraes
Publicado em 31/12/2023