ConexãoIn

Eco Nordeste vence Prêmio Nacional BNB de Jornalismo 2023 com série de reportagens “Caravana Nordeste Potência

 

A série de reportagens “Caravana Nordeste Potência”, de autoria da jornalista Maristela Crispim, fotografia de Alice Sales e arte de Flavia P. Gurgel, da Agência de Conteúdo Eco Nordeste, conquistou o Grande Prêmio Nacional Banco do Nordeste de Jornalismo – edição 2023. A premiação foi anunciada na noite de quinta-feira (27), durante o 29º Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento, realizado na sede da instituição financeira, em Fortaleza (CE).

Ao receber o prêmio das mãos do superintendente de Marketing e Comunicação do BNB, Franklin Paiva, Maristela Crispim, editora-chefe da Eco Nordeste e diretora executiva do Instituto Eco Nordeste, também responsável pelos textos da série de reportagens premiada, destacou a importância do jornalismo independente na cobertura de temas regionais. “O jornalismo independente pode tudo e ele está se regionalizando e se especializando e tem coberto muito essa área de desenvolvimento. No nosso caso, que trabalhamos com o jornalismo de soluções, que apresenta problemas e mostra caminhos para o desenvolvimento, é muito interessante porque é exatamente o que combina com a linha de atuação do Banco do Nordeste, que é estimular um desenvolvimento sustentável regional”, diz Maristela.

Neste ano, o Grande Prêmio, que representa a categoria Nacional da premiação, teve como objetivo contemplar trabalhos jornalísticos alinhados ao tema “A importância do Jornalismo para o desenvolvimento regional”. Publicada pela Eco Nordeste, em setembro de 2022 a série premiada contribuiu para a divulgação do Plano Nordeste Potência, que preconiza o desenvolvimento verde, com a recuperação do passivo socioambiental e a ampliação das fontes de energia renovável de forma justa e inclusiva na Bacia do Baixo São Francisco e no restante do Nordeste, resultado de uma coalizão de quatro organizações civis brasileiras: Centro Brasil no Clima (CBC), Fundo Casa Socioambiental, Grupo Ambientalista da Bahia (Gambá) e Instituto ClimaInfo, com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS).

As reportagens, seis no total, mais seis webstories, são resultado da cobertura de uma expedição na qual as jornalistas Maristela Crispim e Alice Sales participaram a convite do Instituto ClimaInfo. Ao todo, a Caravana Nordeste Potência percorreu 2.830 quilômetros, entre 29 de agosto e 9 de setembro de 2022, por diversos municípios de Alagoas, Bahia e Pernambuco, ouvindo populações tradicionais, pesquisadores e outros atores que ajudam a compreender o processo de construção do que hoje é a Bacia do Baixo e Submédio São Francisco e como a região pode se desenvolver de forma menos impactante, ao considerar seus potenciais e tudo que foi feito até aqui.

“Já nos sentimos premiadas com o convite, pelo Instituto ClimaInfo, para acompanhar e cobrir a Caravana Nordeste Potência, uma maravilhosa oportunidade de enxergar e mostrar uma parte da Bacia do Velho Chico sob a perspectiva de como atores regionais podem contribuir para o Desenvolvimento Sustentável regional. A notícia do Prêmio BNB vem confirmar que o nosso investimento no Jornalismo de Soluções é um caminho sem volta e que pode contribuir ainda mais para o desenvolvimento regional sob a perspectiva da sustentabilidade”, afirma, Maristela Crispim.

Alice Sales, repórter autora das fotografias que ilustram a série, considera que a cobertura da Caravana Nordeste Potência foi um marco importante em sua trajetória como jornalista: “Transmitir o meu olhar sobre a paisagem e as pessoas do Vale do Rio São Francisco, por meio da fotografia, foi, sem dúvida, uma experiência muito especial. Vencer um prêmio em reconhecimento a esse trabalho é mais uma alegria que temos, e é também relevante por dar voz e vez ao jornalismo independente que a gente faz”.

Além do prêmio concedido à Eco Nordeste o Prêmio BNB de Jornalismo 2023 entregou outros cinco prêmios nacionais por mídia, onze prêmios estaduais considerando a área de atuação da instituição, um prêmio extrarregional e um prêmio universitário. Ao todo foram concedidos R$ 234 mil em prêmios. Concorreram nesta edição 233 trabalhos profissionais e universitários, veiculados em território nacional entre 1° de janeiro de 2022 a 28 de fevereiro de 2023.

Vale o destaque que, entre os vencedores, há duas iniciativas de jornalismo digital independentes que fazem parte da Associação de Jornalismo Digital (Ajor). Além da Eco Nordeste, a Piauí Negócios venceu o Prêmio Estadual do Piauí.

CONFIRA AS REPORTAGENS DA SÉRIE CARAVANA NORDESTE POTÊNCIA:

 

  • A ocupação da Bacia do Velho Chico sob novos olhares

https://agenciaeconordeste.com.br/a-ocupacao-da-bacia-do-velho-chico-sob-novos-olhares/

 

  • Povos ancestrais do Velho Chico ensinam a viver e produzir em harmonia com a natureza

https://agenciaeconordeste.com.br/povos-ancestrais-do-velho-chico-ensinam-a-viver-e-produzir-em-harmonia-com-a-natureza/

 

  • Organizações buscam desenvolver área do Rio São Francisco com conservação e inclusão

https://agenciaeconordeste.com.br/organizacoes-buscam-desenvolver-area-do-rio-sao-francisco-com-conservacao-e-inclusao/

 

  • Iniciativas ampliam comercialização de alimentos agroecológicos no São Francisco

https://agenciaeconordeste.com.br/iniciativas-ampliam-comercializacao-de-alimentos-agroecologicos-no-sao-francisco/

 

  • Vocação natural, a produção de energia precisa ser reinventada no Velho Chico

https://agenciaeconordeste.com.br/vocacao-natural-a-producao-de-energia-precisa-ser-reinventada-no-velho-chico/

 

  • Ensinos contextualizados visam novas oportunidades de empregos no São Francisco

https://agenciaeconordeste.com.br/ensinos-contextualizados-visam-novas-oportunidades-de-empregos-no-sao-francisco/

 

CONFIRA A LISTA COMPLETA DE PREMIADOS:

Grande Prêmio Nacional – Caravana Nordeste Potência. Eco Nordeste. Fortaleza (CE). Autora: Maristela Machado Crispim.

Prêmio Nacional de Texto – Pimenta rosa capixaba conquista o mundo e pode ganhar Indicação Geográfica. Anuário do Agronegócio Capixaba. Guaçuí (ES). Autores: Leandro Fidelis, Fernanda Zandonadi.

Prêmio Nacional de Fotografia – Ceará ocupa a terceira maior geração de energia renovável do Nordeste. O Povo. Fortaleza (CE). Francisco Sampaio Fontenelle.

Prêmio Nacional de Áudio – Na Paraíba o agro não é pop, não é tech, mas é tudo… para muitos. Rádio Tabajara. João Pessoa (PB). Autores: Marcos Thomaz, Fernanda Gonçalves, Marcos Pak, João Lira.

Prêmio Nacional de Audiovisual –Vaqueiros do Sertão da Bahia – uma cultura que se mantém viva de geração em geração. TV Globo. São Paulo (SP). Autores: Bruna Marin, Douglas Campos, Anderson Oliveira, Maria Luiza Silveira, Leandro Cássio, Fabiola Marzabal.

Prêmio Nacional de Projetos Multimídia –Especial Cariri Pré-Histórico. O Povo. Fortaleza (CE). Autores: Catalina Leite, Fátima Sudário, Regina Ribeiro, Cristiane Frota, Isac Bernardo, Catalina Leite, Aurélio Alves.

Prêmio Estadual de Alagoas – Sol: A energia do Sertão. Gazeta de Alagoas. Maceió (AL). Autores: Hebert Borges, Regina Carvalho.

Prêmio Estadual da Bahia – Mineração na Chapada Diamantina ameaça alguns dos melhores cafés e cachaças do Brasil. Mongabay. Salvador (BA). Autor: Rafael Martins.

Prêmio Estadual do Ceará – A economia como caminho para a redução do desperdício. O Povo. Fortaleza (CE). Karyne Lane, Irna Cavalcante, Lucas Jansen, Fábio Lima.

Prêmio Estadual do Espírito Santo –Lavoura, pecuária e floresta: integração que dá certo. Revista Conexão Safra. Guaçuí (ES). Autores: Leandro Fidelis, Rosimeri Ronquetti.

Prêmio Estadual do Maranhão – Com desafios na área ambiental e mão de obra, agronegócio vira ferramenta para o desenvolvimento do MA. G1 Maranhão. São Luís (MA). Autor: Rafael Cardoso Souza.

Prêmio Estadual de Minas Gerais – O custo dos combustíveis para quem produz e a criatividade para garantir o transporte e a melhoria de vida no sertão. Estado de Minas. Montes Claros (MG). Autor: Luiz Ribeiro.

Prêmio Estadual da Paraíba – Série Energia Nossa – Segunda Temporada. TVs Cabo Branco e Paraíba. João Pessoa (PB). Autores: Laerte Cerqueira, Thiago Ferreira, Eisenhower Almeida, Othávio Farias.

Prêmio Estadual de Pernambuco –Montadora da Jeep: O salto na economia de Pernambuco. Movimento Econômico. Recife (PE). Autoras: Angela Fernanda Belfort, Patrícia Raposo.

Prêmio Estadual do Piauí – A ascensão do mel: como o Piauí se tornou o maior exportador nacional do produto. Piauí Negócios. Teresina (PI). Autores: Robert Pedrosa e Nícolas Barbosa.

Prêmio Estadual do Rio Grande do Norte –Rota do Camarão. TCM Telecom. Mossoró (RN). Autores: Moisés Albuquerque, Tárcio Araújo, Thiago Roberto, Fernando Nícolas.

Prêmio Estadual de Sergipe – Farinhada sergipana: da agricultura subsistência ao ecoturismo. Rádio UFS. Aracaju (SE). Autores: Josafá Bonifácio da Silva Neto, Juliana Correia Almeida, Alysson Lima Araújo.

Prêmio Extrarregional – A Chapada Diamantina agora também produz vinhos, e muito bons. UOL. São Paulo (SP). Autores: Tânia Nogueira, Eduardo Burckhardt.

Prêmio Universitário – Criatividade Desterritorializada. Revista Matéria Prima. Fortaleza (CE). Autores: Keyssianne Morais de Oliveira, Victor Alexandre Dutra, Victória Davyla, Borges da Silva, Emily Menezes de Araújo, Maria Monike Lima de Oliveira, Natali Silva Brandão Araújo, Isabela Queiroz, Santos Silva Rodrigues, Leonardo Costa da Silva.

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 31/07/2023