ConexãoIn

Doença que acometeu de Frank Aguiar deixa marcas na pele

A mulher do cantor Frank Aguiar, Carol Santos, falou nas redes sociais sobre a doença de pele rara que a levou a passar 10 dias internada na UTI de um hospital.

Em uma postagem na segunda-feira,3,  celebrando seus 31 anos e a sua recuperação, Carol mostrou as marcas provocadas pela Síndrome de Stevens-Johnson, que causou feridas vermelhas e descamação pelo seu pescoço, rosto, boca, costas e tórax.

A síndrome é uma reação do sistema imunológico a alguns medicamentos, geralmente antibióticos e anti-inflamatórios. É uma reação cutânea rara, mas grave e, por isso, precisa ser tratada de imediato.

A síndrome é uma reação do sistema imunológico a alguns medicamentos, geralmente antibióticos e anti-inflamatórios. É uma reação cutânea rara, mas grave e, por isso, precisa ser tratada de imediato.

“[Quero agradecer] ao meu marido Frank Aguiar, que apesar de tudo nunca saiu do meu lado e somos um casal igual todos”, disse Carol na publicação.

“O Stevens-Johnson que eu tive é uma doença rara e grave que queima o corpo. Eu achei que ia morrer”, acrescentou.

Carol também contou que agora as marcas da síndrome estão quase imperceptíveis, com apenas algumas manchas claras pelo seu pescoço.

Saiba os sintomas  

A Síndrome de Stevens-Johnson é desencadeada pela reação do nosso organismo a certos medicamentos, especialmente a alguns tipos, segundo o NHS, o serviço de saúde britânico:

A síndrome é rara e o que pode agravar o quadro é o diagnóstico tardio.

Os primeiros sintomas podem surgir duas a seis semanas após o início do tratamento. Isso é o que dificulta um pouco o diagnóstico e a relação causa e efeito.
— Rosana Gianicco, alergista e imunologista

Em crianças, o Stevens-Johnson pode ser desencadeado por infecções como resfriado ou gripe, feridas e pela mononucleose infecciosa, uma doença causada pela infecção pelo vírus EBV (Vírus Epstein-Barr).

POR: Rita Moraes
Publicado em 04/07/2023