ConexãoIn


Diretor da Polícia Rodoviária Federal é exonerado por Bolsonaro


O diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante os bloqueios das rodovias após o segundo turno das eleições presidenciais, Silvinei Vasques, foi exonerado do cargo nesta terça-feira, 20. A exoneração foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) e assinada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Vasque se tornou réu em ação de improbidade administrativa, em novembro, por suposto uso indevido do cargo para pedir votos para o então candidato à Presidência da República e atual chefe do Executivo, Jair Bolsonaro (PL).

No inquérito que apura o caso, o Ministério Público Federal (MPF) revelou que o diretor-geral da PRF, desde o começo das eleições, fez postagens em redes sociais com mensagens de cunho eleitoral, culminando, no dia 29 de outubro de 2022, véspera da realização do segundo turno das eleições, em mensagem, em sua conta pessoal no Instagram, pedindo explicitamente voto para o atual presidente.

POR: Rita Moraes
Publicado em 20/12/2022