ConexãoIn

Diabetes: 63% dos pacientes assistidos por programa do Hapvida em Salvador estão com os níveis glicêmicos controlados

Um dos maiores desafios no tratamento do diabetes tipo 2 é a estabilização dos níveis glicêmicos, mas o Viver Bem, programa do Grupo Hapvida NotreDame Intermédica tem se destacado nesse sentido, isso por que, cerca de 63% dos pacientes assistidos pelo projeto em Salvador estão com a doença controlada. Além disso, a satisfação dos clientes é avaliada em 4,81 estrelas, no programa que reflete a qualidade do atendimento oferecido pelo projeto. Há quatro anos atuando na capital baiana, já foram captados mais de 11 mil beneficiários e realizados mais de 47 mil atendimentos. Atualmente, o projeto assiste  mais de 5 mil  usuários na cidade.

A iniciativa oferece atendimento integral e contínuo, com uma equipe médica e de enfermagem especializada em diabetes tipo 2, além de inúmeros benefícios para os pacientes diabéticos, que vão desde o monitoramento dos resultados dos exames laborais até a avaliação periódica dos pés para prevenção de lesões e amputações, uma das principais preocupações, dos acometidos pela doença. Dentre as principais vantagens do programa, também destacam-se: atendimento individualizado e direcionado para o controle da doença e prevenção de agravos, consulta programada de acordo com a necessidade de cada paciente, comodidade e praticidade da teleconsulta, e o telemonitoramento de intercorrências de saúde realizados pela equipe de saúde da Central de Gestão do Cuidado.

De acordo com o Dr. Ricardo Bezerra Walraven, responsável técnico do Programa Viver Bem, o objetivo do projeto é promover mais saúde para esses pacientes por meio de informação, tratamento oportuno e controle da doença. “Com um atendimento acolhedor, esses pacientes podem ter melhor qualidade de vida e controle da doença, evitando complicações e melhorando sua saúde como um todo”, afirma o especialista.

POR: Rita Moraes
Publicado em 16/05/2023