ConexãoIn

Delegado Gastão Shefer é encontrado morto

O delegado Gastão Schefer Neto, de 48 anos, foi encontrado morto na sede da Polícia Federal (PF) de Caxias do Sul, na Serra do Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (9). De acordo com a assessoria da PF, o caso está sendo tratado como suicídio.

A investigação sobre as circunstâncias do óbito ficará a cargo da própria instituição, já que o óbito ocorreu dentro de uma delegacia.

Ele ficou conhecido nacionalmente ao empurrar caixas de som no acampamento pró-Lula em Curitiba, quando o ex-presidente estava preso. Na ocasião ele alegou que agiu não como policial, mas como morador irritado com a barulheira.

“Sou vizinho da Superintendência da PF. Fiz isso pelo bem-estar da minha filha. Ela é recém-nascida, e os manifestantes, fazendo barulho, não a deixaram dormir à noite. Ela estava estressada, chorava sem parar. Às 8 da manhã, eles ligaram os aparelhos de som para dizer o famoso “Bom dia, presidente”. Minha filha começou a chorar novamente e isso me irritou de tal forma que eu, sem pensar, saí de casa, entrei no acampamento e chutei as caixas de som”.

Ele era apoiador do governo Bolsonaro e tentou se eleger duas vezes ao cargo de deputado federal pelo Paraná duas vezes. Em 2018, pelo PSL, recebeu 4.670 votos.  Já em 2014, pelo PL, o delegado conquistou 23.239 votos. Em ambas as ocasiões, não foi eleito.

#Conexaoin 

#Conectadocomanoticia 

POR: Rita Moraes
Publicado em 10/08/2021