ConexãoIn

Cyro de Matos lança “Canto Até Hoje”, dia 8, no canal do youtube, da Casa Jorge Amado

São 82 anos, 60 dedicados à atividade literária. Essa é a trajetória do incansável escritor e poeta Cyro de Mattos, que celebra seu legado de 56 livros, editados em 14 idiomas, lançando mais uma publicação, “Canto até Hoje”, sua obra poética completa, em 800 páginas, capa com criação visual do artista plástico Juarez Paraiso e artigos assinados por outros escritores e críticos consagrados, como Jorge Amado, Eduardo Portela, Nelly Novaes Coelho, Assis Brasil, Muniz Sodré, Heloísa Prazeres, Alfredo Perez Alencard, Graça Capinha e Maria Irene Ramalho, além de poemas inéditos.
 
Cyro de Mattos nasceu em Itabuna, onde conheceu e ficou amigo de outro renomado escritor, o conterrâneo Jorge Amado, que chegou a fazer algumas resenhas dos seus primeiros livros e o indicou para a Academia Brasileira de Letras. Daí em diante, as obras do autor ganharam o mundo, sendo publicadas em Portugal, Itália, França, Espanha, Alemanha, Dinamarca, Portugal e Estados Unidos, recebendo inúmeros prêmios. 
 
“A literatura me escolheu e me trouxe muitas conquistas pelas mãos do tempo. Ela funciona como catarse”, declara o Membro da Cadeira 22 da Academia de Letras da Bahia e das Academias de Letras de Ilhéus e Itabuna.
 
Agora, o escritor vai comemorar sua jornada fazendo sua primeira live justamente na Fundação Casa de Jorge Amado, mas no canal do YouTube da entidade, em virtude dos protocolos de segurança e isolamento social. O lançamento virtual do livro “Canto até Hoje” será no dia 08/04, às 19h, quando Cyro de Mattos receberá convidados especiais para conversar sobre os versos e histórias que escreveu nas últimas seis décadas e sobre o que ainda pretende contar no futuro, pois tem uma necessidade vital de escrever. Não apenas como poeta, mas contista, novelista, romancista, cronista e ensaísta.
 
A mediação será da jornalista, diretora de TV e produtora cultural Mira Silva, que vai conduzir o bate-papo com a escritora e psicóloga Lilia Gramacho, o romancista e poeta Aramis Ribeiro Costa, o jornalista Oscar D’Ambrosio, o poeta e ensaísta Cid Seixas e Ângela Fraga, diretora Executiva da Fundação Casa de Jorge Amado, selo pelo qual o autor já publicou algumas obras, incluindo a atual. 
 
Sobre o autor
Possui prêmios literários no Brasil e exterior, com destaque para o Prêmio Nacional de Ficção Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras, com o livro “Os Brabos”; Prêmio Jabuti (menção honrosa) para o livro “Os Recuados”; Prêmio da APCA para o livro infantil “O Menino Camelô; Prêmio Nacional de Poesia Ribeiro Couto, com o livro “Cancioneiro do Cacau”; Prêmio Nacional de Ficção Pen Clube do Brasil para o romance “Os Ventos Gemedores”; e Prêmio Nacional Cidade de Manaus, para o livro “Histórias de Encanto e Espanto”, nove vezes primeiro lugar nos concursos literários da União Brasileira de Escritores (RJ). 
 
Obteve o segundo lugar para obra publicada no Concurso Internacional de Literatura Maestrale Marengo d’Oro, Gênova, Itália, com o livro “Cancioneiro do Cacau”, e segundo lugar para obra inédita com o livro “Poemas escolhidos/Poesie scelte”. Foi ainda um dos quatro finalistas do Prêmio Internacional de Literatura da Revista Plural, no México, com a noveleta “Coronel, Cacaueiro e Travessia”. Em 2020, recebeu o Prêmio Conjunto de Obra da Academia de Letras da Bahia e Eletrogóes. É também membro do Pen Clube do Brasil e primeiro Doutor Honoris Causa da Universidade Estadual de Santa Cruz (Bahia), além de ser premiado com a Medalha Zumbi dos Palmares, pela Câmara Municipal de Salvador (2020).
 
Cyro de Mattos verbete no Novo Dicionário da Língua Portuguesa, de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira; Dicionário Literário Brasileiro, de Raimundo de Menezes; Enciclopédia de Literatura Brasileira, de Afrânio Coutinho; Literatura e Linguagem, de Nelly Novaes Coelho; Navegação de Cabotagem, de Jorge Amado; “Bibliografia Crítica do Conto Brasileiro”, de Celuta Moreira Gomes e Theresa da Silva Aguiar, e “Enciclopédia Barsa”. 
 
 
SERVIÇO
 
O quê: Lançamento livro “Canto até Hoje”
Obra poética completa: Comemoração dos 60 anos de atividades literárias
Autor: Cyro de Mattos
Onde: Canal do YouTube da Fundação Casa de Jorge Amado (youtube.com/casadejorgeamado)
Quando: Dia 08/04, às 19h
Live: 1h30, com mediação da jornalista, diretora de TV e produtora cultural Mira Silva e participação especial da escritora e psicóloga Lilia Gramacho, do romancista e poeta Aramis Ribeiro Costa, do jornalista Oscar D’Ambrosio, do poeta e ensaísta Cid Seixas e da Diretora Executiva da Fundação Casa de Jorge Amado, e Ângela Fraga.
Acesso: gratuito
Fanpage INSTA: @cantoatehoje
Fanpage FB: Canto até hoje
 
#conexaoin99
#conectadocomanoticia
POR: Rita Moraes
Publicado em 07/04/2021