ConexãoIn

Confira o que sobe no palco da Casa da Mãe de segunda a segunda

Os shows na Casa da Mãe em outubro vão de segunda a segunda, com muita gente talentosa subindo ao palco // A semana musical na Casa da Mãe começa na segunda-feira, 17 de outubro, pontualmente às 21h, com a cantora carioca mãeana, com o show “mãeana canta J.G”. Acompanhada de Bem Gil e Sebastian Notini, Ana Lomelino estará homenageando dois Joãos intérpretes lendários da MPB: João Gomes e João Gilberto.

Terça à noite é hora de curtir de novo o Samba-Jazz na Casa da Mãe, com Matias Traut, Samuel Cabral, Tobias Möller, Jordi Amorim e Fernando Isaia. Na  terça-feira, dia 18 de outubro, às 21h, eles sobem de novo ao palco para  “defender” o espaço do Samba-Jazz na cena musical de Salvador.

Na quarta-feira, 19 de outubroàs 21h, é a vez do Choro Catado, projeto de chorinho do grupo Siri Catado, que promove mais uma animada roda de choro com Ênio Bernardes (percussão e voz), Dudu Reis (cavaquinho), Leandro Tigrão (flauta) e Daniel Veloso Rocho (violão de 7cordas). O Choro Catado toca choro contemporâneo e as composições dos grandes mestres.

Na quinta-feira, dia 20 de outubro, é dia de curtir, a partir das 21h, o Samba do Liba.  O “Samba do Liba” é formado por Elvio Magalhães (cavaco), Patrícia Ribeiro (voz), Riquinho (percussão), Thiago Leite (voz e violão) e Vitor Ribeiro (percussão).  No repertório todos os tipos de samba que fazem o Brasil dançar, mas também chorinho e ijexá.

Na sexta-feira, 21 de outubro, às 21h, tem a edição do mês de outubro da Roda de Samba Autoral, um  projeto do sambista e compositor Pedrão Abib, que busca valorizar os compositores e compositoras de samba da Bahia. O evento, realizado uma vez por mês na Casa da Mãe, reúne sambistas, compositores e amantes do samba e além de apresentar composições autorais, sempre com a presença de compositores convidados especiais, faz uma roda de samba com os clássicos do gênero.

No sábado, 22 de outubro, às 21h, Pedro de Rosa Morais e Stella Maris estão fazendo o maior sucesso cantando juntos as canções que eles amam cantar. O público pode contar com as mais bonitas canções de artistas como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque de Holanda e Luiz melodia e uma seleção de sambas inesquecíveis.

No domingo, 23 de outubro, a Casa da Mãe recebe a partir das 19h, o Sonora Amaralina, uma orquestra de Cumbia que está mudando o clima dos domingos no Rio Vermelho. Formado por Daniela Natali (clarinete), Matias Traut (trombone), Fernando Isaia (trompete), Felipe Guedes (baixo e guira) Marcel Moron (congas), Mauricio Muñoz (percussão), Celival (sax barítono), Gleison Coelho (sax tenor) e Bruno Aranha (piano) o Sonora Amaralina apresenta releituras do repertório de orquestras da música popular latino-americana, de compositores clássicos e  contemporâneos, além de músicas autorais com sotaque soteropolitano.

E na outra semana

A semana musical na Casa da Mãe começa de novo na segunda-feira, 24 de outubro, às 21h, com a cantora carioca mãeana, com o show “mãeana canta J.G.”Acompanhada de Bem Gil e Sebastian Notini, Ana Lomelino estará homenageando dois Joãos intérpretes lendários da MPB: João Gomes e João Gilberto.

Terça à noite é hora de curtir de novo o Samba-Jazz na Casa da Mãe, com Matias Traut, Samuel Cabral, Tobias Möller, Jordi Amorim e Fernando Isaia. Na  terça-feira, dia 25 de outubro, às 21h, eles sobem de novo ao palco para  “defender” o espaço do Samba-Jazz na cena musical de Salvador.

Na quarta-feira, 26 de outubroàs 21h, é a vez do Choro Catado, projeto de chorinho do grupo Siri Catado, que promove mais uma animada roda de choro com Ênio Bernardes (percussão e voz), Dudu Reis (cavaquinho), Leandro Tigrão (flauta) e Daniel Veloso Rocho (violão de 7cordas). O Choro Catado toca choro contemporâneo e as composições dos grandes  mestres.

Na quinta-feira, dia 27 de outubro, é dia de Baixo e Fêmea, com Tais Nader e Luciano Calazans. A apresentação mistura de teatro, música e poesia, num palco ocupado por apenas baixos elétricos, tocados por Luciano Calazans, e pela voz cantada e por vezes vocalizada como um instrumento musical de Taís Nader. A dupla já gravou o single “Vem Amor”, composição de Tais Nader com  arranjo de Luciano Calazans que toca todos os 12 canais de baixo simulando uma verdadeira banda.

Serviço:

Segunda-feira – Show de mãeana, dia 17/10, às 21h – couvert R$ 20,00

Terça-feira – Show com o Samba Jazz, dia 18/10, às 21h – couvert R$ 20,00

Quarta-feira – Show do Choro Catado, dia 19/10, às 21h – couvert R$ 20,00

Quinta-feira – Show do Samba do Liba, dia 20/10, às 21h – couvert R$ 20,00

Sexta-feira – Roda de samba Autoral, de Pedrão Abib, dia 21/10, às 22h – couvert R$ 20,00

Sábado – Show de Pedro de Rosa Morais e Stella Maris, dia 22/10, às 21h – couvert R$ 20,00

Domingo – Show do Sonora Amaralina, dia 23/10, às 19h – couvert R$ 20,00

Segunda-feira – Show de mãeana, dia 24/10, às 21h – couvert R$ 20,00

Terça-feira – Show com o Samba Jazz, dia 25/10, às 21h – couvert R$ 20,00

Quarta-feira – dia 26/10 – Show do Choro Catado, dia 26/10, às 21h – couvert R$ 20,00

Quinta-feira – Show Baixo e Fêmea, dia 27/10, às 22h – couvert R$ 20,00

A abertura da Casa da Mãe, que fica na  Rua Guedes Cabral, 81, no Rio Vermelho, é às 19h. É prudente preciso fazer reserva pelo telefone 71 99926-2101. O bar e restaurante segue todas as normas e diretrizes dos órgãos de saúde com o uso obrigatório de máscara, apresentação de comprovante de vacinação e distanciamento entre mesas, entre outros. 

POR: Rita Moraes
Publicado em 17/10/2022