ConexãoIn

Com recorde de votação popular, Instituto MRV divulga os nomes dos projetos vencedores da 9ª chamada pública, Educar para Transformar

 

 

O Instituto MRV, lado social do grupo MRV&CO, convocou e, a população votou nos projetos que deseja que sejam apoiados pela instituição por meio do Educar para Transformar, chamada publica de projetos. Ao todo 10 iniciativas (veja lista completa dos projetos vencedores abaixo) com foco na educação de jovens e crianças das cidades de João Pessoa/PB, Rio de Janeiro/RJ, Londrina/PR, Campinas/SP, Manaus/AM, Porto Alegre/RS e São Paulo/SP, foram as grandes vencedoras.

 

 

Em sua 9ª edição, a chamada publica teve recorde de participação popular com 18. 352 votos (um por e-mail). A todo foram 154 iniciativas inscritas na primeira etapa da seleção. Os projetos vencedores receberão o apoio do Instituto MRV, por meio de qualificação, treinamento, mentorias e aporte financeiro de R$ 100 mil reais. Eles terão a missão de promover a solução de problemas locais por meio da educação tendo as crianças, adolescentes e/ou jovens com até 24 anos de idade como protagonistas das ações de mudança. Além de envolver as escolas como parceiras na execução dos projetos.

 

Confira os projetos vencedores da 9ª edição do Educar para Transformar:

Projeto Instituição Descrição Cidade
ABSJ Mangabyte Associação Beneficente São José O projeto capacitará adolescentes e jovens em linguagem de programação. Ao longo do curso, os participantes serão desafiados a desenvolver um aplicativo voltado para a prestação de serviços no bairro de Mangabeira. João Pessoa – PB
Prefeitura Comunitária Instituto Cohen – RADAR Ponto de Cultura – Rede de Articulação e Dinamização das Artes O projeto visa capacitar e empoderar adolescentes de 13 a 17 anos da comunidade para assumirem cargos de liderança e gestão por meio de uma eleição para a “Prefeitura comunitária”. Os adolescentes concorrem aos cargos de prefeito e secretários, apresentando propostas para melhorar a qualidade de vida local e sendo eleitos por seus pares. Após eleitos terão que buscar meios para aplicarem as melhorias. Rio de Janeiro – RJ
Mulheres in Tech Fly Educação e Cultura O projeto capacitará 30 mulheres em situação de vulnerabilidade social em uma dupla formação online e gratuita em educação socioemocional e tecnologia. Além disso, como uma, realizará oficinas para 200 jovens de escolas públicas da região em conteúdos sobre carreira, tecnologia e educação socioemocional com o objetivo de impactar positivamente a comunidade geral. Londrina – PR
Projeto Arroxim Cooperativa dos Empreendedores O projeto trata sobre a oportunidade de praticar a educação ambiental desenvolvendo conceitos de Sustentabilidade, Economia Circular e Logística reversa, usando o óleo de cozinha usado como resíduo de referência, tendo como Agentes Mobilizadores alunos e professores de escolas públicas. Será realizado em 30 escolas. Campinas – SP
Jovens Líderes em Ação Politize! O projeto é uma jornada formativa que propõe que os estudantes elaborem, ao longo de todo o curso, um projeto que contribua com a solução de um problema dentro da escola. Tem o objetivo de desenvolver habilidades de liderança em 200 estudantes de escolas da rede estadual de ensino de Manaus. Manaus – AM
ECO MORADIA Associação de Desenvolvimento Comunitário – ADECOL O projeto pretende executar oficinas de Tecnologias Sustentáveis de: Energia Solar, Compostagem do Lixo Orgânico, Captação e utilização da água da chuva, Hortas Agroflorestais e Utilização de Bambú em estruturas. Serão envolvidos diretamente 90 jovens e adolescentes do ensino Técnico em Meio Ambiente do Colégio Estadual Albino Feijó Sanches. Londrina – PR
Resignificando as Flores na Ilha Instituto Redecriar O projeto envolverá professores, estudantes e mães dos jovens com processos de criação: a moda ética sustentável ou a modelagem de argila para produção de peças utilitárias em cerâmica. Junto aos professores serão elaborados jogos lúdicos que articulam conteúdos escolares com os processos práticos. Espera-se impactar 300 pessoas fortalecendo o programa de geração de renda já existente articulando a escola (com conteúdo interdisciplinar) e o espaço comunitário (de produção). Porto Alegre – RS
Escola Permacultural Instituto Permacultura Lab O objetivo é capacitar 50 estudantes do ensino médio da rede pública a desenvolver soluções para os problemas socioambientais da comunidade a partir da abordagem dos amplos temas ligados à permacultura e agroecologia, para que possam desenvolver coletivamente tecnologias sociais capazes de trazer soluções para o território. Rio de Janeiro – RJ
DIGIPAC PAC PROJETOS AMIGOS DAS CRIANÇAS O projeto tem como objetivo a formação profissional de 40 jovens de 16 a 24 anos em marketing e gestão empresarial, gerando oportunidades de trabalho, estimulando o empreendedorismo e promovendo a inclusão nas mídias sociais dos empreendedores e comércios das comunidades do Cantagalo, Vila Mirante e Vila Zatt, pois esses serão os clientes do DigiPAC. São Paulo – SP
DUXtec Escolas Fundação Gerações O projeto desenvolverá workshops sobre Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e negócios de impacto socioambiental em dez escolas atingindo uma média de 300 alunos (do 9º ano do ensino fundamental e do Ensino Médio). Será realizada uma maratona de ideação e uma Feira de Impacto para apresentação das soluções idealizadas no decorrer do programa. Porto Alegre – RS

 

Criado em 2016, em oito edições, o Educar para Transformar já impactou mais de 200 mil pessoas, por meio de 51 projetos apoiados, em 30 cidades do Brasil, com um investimento superior a R$5 milhões de reais.

 

Sobre o Instituto MRV

O Instituto MRV acredita que os primeiros passos para trilhar um futuro com mais oportunidades estão diretamente ligados ao poder transformador da educação. Por isso, desde 2014, a parte social da MRV&CO desenvolve e apoia importantes programas e projetos, que têm como essência oferecer possibilidades ainda maiores na área da educação. Dessa forma, já conseguimos proporcionar oportunidades de um futuro melhor para mais de 2,1 milhões de pessoas em nove anos. Saiba mais em institutomrv܂com܂br.

POR: Rita Moraes
Publicado em 19/12/2023