ConexãoIn


Com muita maturidade e memórias afetivas, Péri finaliza canções e lança novo trabalho autoral, o álbum inédito, ”Eu e o Tempo”

Este é o décimo álbum do cantor e compositor Péri, que resolveu explorar sua própria jornada e reflexões sobre o futuro para cantar sobre o tempo cada vez mais relativo como parâmetro na condução da vida. O novo trabalho, Eu e o Tempo, chega às plataformas digitais no dia 25/02 – Spotify, Deezer, Apple Music, YouTube Music, TIDAL e Amazon, trazendo as memórias e a maturidade do artista para a contemporaneidade sempre presente em suas canções e interpretações, como cantor e compositor há quatro décadas.

Péri apostou na divulgação antecipada de alguns singles, entre as 11 músicas  que compõem a faixa de trabalho, para chamar a atenção do público sobre o tempo que se modificou, acreditando que, com o volume exponencial de informações que circulam no mundo, ainda mais específicas e variadas, os artistas podem optar por pequenas pílulas de arte.
 
Feliz em poder compartilhar, agora, todas as músicas prontas, Péri conta que a pandemia acabou influenciando as possibilidades de execução das produções musicais, deixando esse ritmo um pouco mais lento, por conta das normas de segurança. Mas é isso. Vamos aos poucos, tudo passarinho. Também foi possível explorar o profundo das coisas da vida, do que foi, do que é, e do que ainda virá. Um aprendiz de Tempo, o Deus que nos conduz, completa.
 
As letras falam sobre sua infância, primeiras visitas a Terreiros em Salvador, primeiras descobertas sobre o espiritual, sons diversos, sabores, dores e alegrias do viver. E que tempo é esse que perpassa todo o disco? árvore do Tempo, que tudo vê e nos leva, revela Péri, que também está lançando algumas parcerias.
 
Estou sempre falando sobre o tempo das coisas e sobre a necessidade de encontrar caminhos, então o álbum foi feito na hora certa e está sendo lançado no momento pertinente e relevante para sua divulgação, pois tempo da arte não finda, assim como fazer o bem, ser humanista, ter fé, amor e respeito ao próximo, dizendo não ao facismo, à misoginia, ao racismo, não a todo o preconceito, e sim a toda forma de evolução do mais belo do humano, declara.
 
Em ‘”Lua de Almeirim, com o artista Gui Valverde, ele em Berlim e Péri em São Pauloos versos trataram da condiçãde imigrantes, viajantes de novas terras, baianos da diáspora. O álbum traz ainda “Oxum, com o músico Ricardo Valverde; Vertiginosa, com a poeta paulista Vanessa Bumagny; Saudade, com o poeta Ariston; e Emboscada, onde musicou um poema da escritora Juliana Valverde.
 
álbum é uma tentativa de rever as memórias do que vivemos, entender escolhas. Tivemos essa pausa obrigatória para encarar os fatos e os sentimentos de tudo que vivemos. Desde as primeiras tenras lembranças até essa encruzilhada em que estamos. Não somos mais que o tempo, o tempo é tudo. Temos que fazer tudo da melhor maneira possível, ter paciência, tratar bem nossos semelhantes, mesmo quando deles discordamos. O tempo é assim, leva, trás, começa, acaba, independe de nós, o tempo reina, nos cabe aprender, declara Péri.

Ao longo da sua trajetória, o artista já teve canções gravadas por Gal Costa, Margareth Menezes, Jussara Silveira, Ceumar, Eliana Printes, Bia Goes, Vania Abreu, Ione Papas, Carlos Navas, Zé Guilherme, Patricia Talen e Denise Melo, além de Vanderlei Carvalho, Adriana Dre e Diogo Ramos. Péri também ganhou destaque como finalista do Grammy Latino, Prêmio TIM de Música Brasileira e do Troféu Caymmi.

SERVIÇ

O quê:

Lançamento do novo álbum de base autoral de Péri: “EU E O TEMPO

Quando:

A partir de 25/02

Onde:

Plataformas digitais: Spotify, Deezer, Apple Music, YouTube Music, TIDAL e Amazon

Imagens: 

Rafael Nogueira

Site oficial: 

www.peri.art.br

Twiter: 

@periandro

Instagram:

@periandro

Facebook:

Péri

Canal do YouTube:

linktr.ee/periandro

Contato Produção: 

Fá Almeida / Diorama Produções (11) 99113-6349

Assessoria de Imprensa: 

Adriana Nogueira (71) 99118-7870

PÉRI  EU E O TEMPO

FAIXAS

01 – Eu e o Tempo (Péri)

02 – Lua de Almeirim (Péri / Guilherme Valverde)

03 – Emboscada (Péri / Juliana de Almeida Valverde)

04 – Eu rio eu mar (Péri)

05 – Saudade (Péri / Luis Ariston)

06 – Só sei que eu te amo (Péri)

07 – O ouro e a madeira (Ederaldo Gentil)

08 – Meu nirvana (Péri)

09 – Meu sangue é vermelho (Péri)

10 – Vertiginosa (Péri / Vanessa Bumagny)

11 – Oxum (Péri / Ricardo Valverde)

FICHA TÉCNICA 

Eu e o Tempo  10º álbum do cantor e compositor Péri

Produção Musical  Selo Baticum Music

Produzido por  Péri e Ro Fonseca

Gravado por  Ro Fonseca e Péri

Mixado e Masterizado por  Ro Fonseca nos estúdios Baticum 

São Paulo  Brasil – 2020 / 2021

 

Péri  Vocais, Guitarra Semi Acústica, Violão Nylon

Ro Fonseca  Baixo, Guitarras, Violão Aço, Teclados e Synts

Marcelo Effori  Bateria e Percussão

Joquinha do Acordeon  Acordeon

Fotos e vídeos  Rafael Nogueira

Contato  Fá Almeida / Diorama Produções / + 55 11 99113-6349

faalmeida@diorama.com.br

#conexoain

#conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 23/02/2022