ConexãoIn


Claudio mergulha no amor tropical com single “Canga Estendida”

O entardecer de um amor vivido numa praia. Este é o ponto de partida de “Canga Estendida”, novo single do cantor, compositor e ator Claudio, que chega às plataformas digitais.

A canção, composição própria, mergulha em elementos do Neosoul e nos violões da Bossa Nova para materializar o clima tropical em seu apogeu, o verão, nos instrumentos e em vocais já moldados pelas suas referências negras do Gospel. Este é o quarto single da carreira do cantor e inaugura uma série de lançamentos para o seu primeiro EP, “Pra Molhar”, previsto para este trimestre.

– Eu tenho um carinho por esse som porque ele foi construído minimamente, dos violões à percussão. Estou construindo positivamente uma imagem que só agora a mídia entendeu que deve fazer. O amor entre pessoas negras existe e eu quero contar essas histórias – conta.

A produção musical é de Pedro Guinu, que toca com Baco Exu do Blues e já realizou projetos em parceria com Russo Passapusso, da banda BaianaSystem. As imagens são do fotógrafo Cristian Maciel e a direção de vídeo é de Joyce Prado, premiada pelo WME em 2018 e 2021, com produção da Oxalá Produções, que assina trabalhos como “Bom Mesmo é Estar Debaixo D’Água”, de Luedji Luna.

Sentimentos invisibilizados

Carioca da Taquara, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro, Claudio se lançou na música em 2019 e imprime em suas letras e melodias a fusão da música preta cosmopolita com os ritmos brasileiros. As suas composições têm presença marcante da percussão e do violão embalando letras românticas que exploram a subjetividade de um homem negro que fala de amor e criam espaços para refletir sobre a invisibilidade dos sentimentos de um homem negro LGBTQIAP+. Para isso, Claudio escolhe destacar trabalhadores da praia, negros em sua maioria, que têm suas histórias apagadas.

– Tenho feito música com a preocupação de eternizar minhas narrativas, não só seguindo o que é tendência, mas construindo a minha identidade. E isso tem acontecido de forma gradativa. Eu ainda sou um artista em início de carreira e tudo o que tenho disponível para minhas entregas é tempo. Não existe cobrança de lançamentos rápidos. Por isso, aproveito esse tempo para produzir com excelência – revela.

Carreira como ator

Formado pela escola pública de teatro mais antiga da América Latina, a Escola Técnica Estadual de Teatro Martins Penna, Claudio teve um rico aprendizado integrando as artes dramáticas, canto, música, cenografia, figurino, história da arte, expressão corporal e muitas outras matérias.

A partir daí, estrelou diversas peças e curtas, como “De Jangada, a Maresia”, filme exibido no Festival de Cannes. Na TV, foi um dos integrantes do programa Amor & Sexo, da Rede Globo, onde foi apadrinhado por Gloria Groove. A sua próxima empreitada na atuação será em “A Vida Pela Frente”, série que chega ao Globoplay em 2023.

Para conferir “Canga Estendida”, acesse https://onerpm.link/656633628938

Instagram: @euclaudiolima

POR: Rita Moraes
Publicado em 30/01/2023