ConexãoIn

Baluarte do Samba brasileiro, Nelson Sargento, é mais uma vítima da Cobid-19

O sambista Nelson Sargento, aos 96 anos, presidente de honra da Escola de Samba Estação Primeira da Mangueira e autor de sucessos como “‘Agoniza, mas não morre”. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), ele morreu às 10h45, no Rio de Janeiro.

O sambista foi diagnosticado dia 21, e internado no Inca. Além da idade avançada, Nelson também sofreu com um câncer de próstata anos atrás.

Uma de suas últimas aparições em público foi em 12 de fevereiro, no Museu do Samba, em um manifesto sobre o samba, cancelado este ano por causa da pandemia.

Nelson Sargento já tinha tomado a segunda dose da vacina.

#conexaoin99 

#Conexaoin99 

#samba

#morte

#nelsonsargento

POR: Rita Moraes
Publicado em 27/05/2021