ConexãoIn


Baixa doação deixa Banco de Leite do Hospital Estadual da Criança em situação crítica


Diante da baixa doação, o Banco de Leite Humano do Hospital Estadual da Criança (HEC) está em situação crítica. Caso novas coletas não sejam feitas, o volume atual somente permitirá atender à demanda da unidade hospitalar por mais 16 dias. Há apenas 64,5 litros no hospital para uma demanda de pelo menos quatro litros diários. A coordenadora do Banco de Leite, Wanessa Ribeiro, conta que, possivelmente por causa do período das festas de fim de ano e das férias, houve uma redução no número de doadoras.
A coordenadora explica que o perfil do HEC é de partos prematuros. “Por termos um perfil de parto prematuro, geralmente, as puérperas não têm produção de leite materno, ou os recém-nascidos estão acompanhados por outro familiar. Sendo assim, são alimentados com o leite materno oriundo de doações externas estocado no banco de leite”, pontua.
Doação
As mulheres que tenham interesse em atendimento e/ou contribuir com o Banco de Leite do HEC podem se dirigir à unidade, das 07h às 19h, todos os dias da semana (incluindo os sábados e domingos), ou entrar em contato pelo (75) 3602-0630 para receber orientações de como deve ser feita a doação, sobretudo diante da pandemia.
É preciso ressaltar que o leite materno não pode ser colocado em qualquer recipiente, e sim apenas em recipientes de vidro com tampa plástica. Neste período de Pandemia, o uso de máscaras para acesso das doadoras é obrigatório.

“Dependemos basicamente de doações provenientes de doadoras já cadastradas. Com o final de ano, diminuiu consideravelmente as doações gerando essa baixa no estoque. Em contrapartida, aumentou o quantitativo de recém-nascidos prematuros, que estão internados nas UTI’s e que necessitam de leite materno”, finaliza.

POR: Rita Moraes
Publicado em 05/01/2023