ConexãoIn

Atores protagonizam o filme sobre Sidney Magal, dirigido por Paulo Machline, em filmagem em São Paulo

Figura alegre, colorida, sensual e amada pelo público, Sidney Magal ganha um filme sobre sua trajetória e seu amor por Magali, que se tornou sua esposa, mãe de seus filhos, e empresária. Com Filipe Bragança e Giovana Cordeiro nos papéis principais, O MEU SANGUE FERVE POR VOCÊ divulga a primeira imagem da dupla caracterizada como os personagens.

Na imagem, o ator aparece já com o cabelo e o figurino típicos de Magal que sempre caracterizaram suas apresentações. A produção do longa é assinada pela Mar Filmes, e a distribuição será da Manequim Filmes. Com direção de Paulo Machline (indicado ao Oscar pelo curta “Uma História de Futebol”, e também diretor de “Trinta” e a série “O Hipnotizador”), o longa está sendo filmado em São Paulo e também terá cenas gravadas em Salvador.

Sidney Magal aprovou a escolha de Filipe e Giovana, para interpretar ele e sua companheira Magali. “Minha única exigência era que a atriz fosse tão linda como minha mulher, Magali, que sempre achei muito linda. E encontraram! Fiquei muito feliz, e, sem dúvida, o talento da Giovana pode passar para o público aquilo que sentimos quando nos conhecemos.”

O cantor também se mostra muito feliz com a escalação de Filipe para o interpretar, e confessa que lhe deu um conselho precioso: “Ele tem que soltar a franga. Eu me descobri como o intérprete que todo mundo conhece quando eu soltei a franga, quando morei em Paris.”, e ainda completa, “Fiquei encantando pela pessoa do Filipe, a dedicação o interesse em fazer o Sidney Magal. Ele me pediu uns conselhos, como eu fazia minas interpretações. Acho que em primeiro lugar é sentir, a gente tem que sentir as coisas que faz e deixar o lado feminino fluir.”.

O MEU SANGUE FERVE POR VOCÊ conta ainda com, no elenco, com Emanuelle Araújo, como a mãe do cantor, e também Luiz Miranda, Pablo Morais, Sol Menezzes, Caco Ciocler e Marcelo Serrado. A produção é assinada por Diane Maia e Joana Mariani, a coreografia é de Liliane Grammont, e a preparação de voz, do músico Marcelo Bonffa (Legião Urbana).

A Mar Filmes também é a produtora responsável por ME CHAMA QUE EU VOU, dirigido por Joana Mariani, que de forma documental fala sobre a carreira e vida do cantor, e tem coprodução da Globo News e Canal Brasil. O MEU SANGUE FERVE POR VOCÊ será lançado pela Manequim Filmes.

 

Sinopse

O MEU SANGUE FERVE POR VOCÊ conta a trajetória do homem por trás do ídolo, através de uma história de paixão à primeira vista pela baiana Magali West, iniciada em 1982, numa troca de olhares em um concurso de beleza em Salvador, entre o famoso cantor Sidney Magal e uma linda Magali. Encontros e desencontros, um quase casamento que não acontece, uma diferença de idade e uma família preocupada com as intenções do cantor que culminaram em um pedido de casamento inusitado e emocionante, que completa 33 anos de união. Como o amante latino, o cantor das multidões, abriu mão de tudo que havia conquistado por um grande amor?

 

Ficha Técnica

Produtoras: Diane Maia e Joana Mariani

Diretor: Paulo Machline

Elenco: Filipe Bragança, Giovana Cordeiro, Emmanuelle Araújo, Caco Ciocler, Luiz Miranda, Pablo Morais, Sol Menezzes e Marcelo Serrado

Diretor de Fotografia: Marcelo Durst

Produtora Executiva: Justine Otondo, Diane Maia

Diretora de Produção: Cristina Alves

Casting: Raphaela Barcalla

Diretora de Arte: Marinês Mêncio

Figurinista: Joana Porto

Preparador de Elenco: Christian Duurvoort

Coreógrafa: Liliane Grammont

Preparador Vocal: Marcelo Boffa

Sobre Paulo Machline

Em 1999, o paulista Paulo Machline escreveu, dirigiu e produziu seu primeiro curta-metragem, Uma História de Futebol, pelo qual recebeu mais de 20 prêmios nacionais e internacionais, inclusive uma indicação ao Oscar 2001 na categoria de Melhor Curta-Metragem. Em 2003, dirigiu a série Petit Myths Urbains para a TV francesa com produção da Gaumont e Universal. Em 2009, dirigiu Natimorto, seu primeiro longa-metragem, adaptado do livro homônimo de Lourenço Mutarelli. Em 2014 dirigiu o longa-metragem Trinta e alguns episódios série de TV da HBO PSI. Também foi responsável pelo filme O Filho Eterno de 2016 e por alguns episódios da série O Hipnotizador.

Sobre a Mar Films

A Mar Filmes é uma empresa produtora independente cujo objetivo é desenvolver obras capazes de satisfazer e cativar todo tipo de espectador. Nossos filmes pretendem mostrar conceitos universais naquilo que existe de mais particular das histórias. Buscamos também, o encontro com o público nacional e estrangeiro por meio dos nossos projetos, que têm em vista a comunicação, o entretenimento e a inspiração.

A empresa nasceu da união de duas experientes produtoras audiovisuais, DIANE MAIA e JOANA MARIANI e conta com um time de consultores parceiros com amplo conhecimento em projetos nacionais e internacionais: Bruno Barreto, Carlos Saldanha, Karim Aïnouz, Walter Salles, entre outros.

A Mar Filmes, em quatro anos de atividade, recebeu prêmios importantes como: Prêmio da Anistia Internacional no Festival de Berlim de 2018, com o documentário Aeroporto Central, de Karim Aïnouz e o Prêmio da Crítica – Melhor Filme Brasileiro na 42ª Mostra Internacional de Cinema de SP, com o longa Todas as Canções de Amor, de Joana Mariani.

Sobre a Manequim Films

A Manequim é o novo selo da Vitrine Filmes para a distribuição de filmes comerciais, que abrangem histórias que fogem ao perfil de lançamentos da Vitrine. O line-up de longas já finalizados e em produção inclui biografias, filmes de ação e muito mais.

A Vitrine Filmes, em dez anos de atuação, já distribuiu mais de 160 filmes e alcançou mais de 4 milhões de espectadores. Entre seus maiores sucessos estão ‘O Som ao Redor’, ‘Aquarius’; e ‘Bacurau’ de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Outros destaques são ‘A Vida Invisível’, de Karim Aïnouz, representante brasileiro do Oscar 2020, ‘Hoje Eu Quero Voltar Sozinho’, de Daniel Ribeiro, e ‘O Filme da Minha Vida’, de Selton Mello. Entre os documentários, a distribuidora lançou ‘Divinas Divas’, dirigido por Leandra Leal e ‘O Processo’, de Maria Augusta Ramos, que entrou para a lista dos 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional.

Além do cinema nacional, a Vitrine Filmes vem expandindo o seu catálogo internacional ao longo dos anos, tendo sido responsável pelo lançamento dos sucessos “O Farol”, de Robert Eggers, indicado ao Oscar de Melhor Fotografia; “Você Não Estava Aqui”, dirigido por Ken Loach, e premiado com o Oscar de Melhor Filme Internacional 2021: ‘DRUK – Mais uma rodada’, de Thomas Vinterberg.

POR: Rita Moraes
Publicado em 04/04/2022