ConexãoIn

A professora Célia Maria Ferreira Cordeiro será a nova titular da Cadeira de Número 10 da Academia Baiana de Educação

A pedagoga Célia Maria Ferreira Cordeiro, professora aposentada da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Católica de Salvador (UCSAL), Mestre em Educação e ex-secretária de Educação do Município de Salvador, toma posse amanhã (09), às 19h, na Academia Baiana de Educação, como a nova titular da Cadeira de Número 10, que tem como Patrono o poeta Castro Alves e foi ocupada pela última vez pela historiadora e Acadêmica Consuelo Pondé de Sena.

“Não por acaso o Patrono da Cadeira 10 é o grande poeta Castro Alves, um abolicionista que dedicou a sua vida, de curta, fecunda e significativa existência, àexpressão poética pela luta contra as evidências e crueldades de uma sociedade escravagista, preconceituosa e homofóbica, desde a sua origem. E também não por acaso seu apelido era CECÉU, como o meu! É com um prazer enorme que revelo a identidade desta alcunha a nós concedida, coincidentemente, revela a professora.

Ela também faz questão de homenagearin memoriam, a professora  Consuelo Pondé de Sena, última ocupante desta honrada Cadeira, com destaque à sua trajetória, especialmente à frente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia e do Centro de Estudos Baianos. Ela deixou um legado intelectual dedicado à cultura da terra, envolvida com todos os seus símbolos, emblemas e personalidade, lutando pela preservação do patrimônio material e imaterial“.

A indicação da professora foi da Acadêmica e educadora Leda Jesuíno dos Santos, que será a Presidente de Honra da Casa e recepcionará Célia Cordeiro na cerimônia virtual, juntamente com os integrantes da diretoria da Academia Baiana de Educação, presidida pelo professor Astor de Castro Pessoa, com aprovação unânime do nome da nova Acadêmica.
 

“Meus sinceros agradecimentos à Academia vêm em primeiro lugar à professora Leda Jesuíno dos Santos, amiga e profissional extremamente competente e admirada, pelo reconhecimento e indicação do meu nome, a todos os ilustres colegas acadêmicos e àdiretoria da Academia Baiana de Educação pela aprovação unânime para ocupar a Cadeira 10. Reconheço o significado e o valor do trabalho dos profissionais eméritos desta Academia, nas suas trajetórias profissionais e particulares e na experiência das ações na própria Academia.

 Célia Cordeiro está prestes a completar 77 anos (02/12) e possui 54 anos de carreira. É também pós-graduada em Estrutura e Funcionamento do Ensino (UnB), em Planejamento Educacional (Unesco), em Administração de Sistemas Educacionais (FGV), em Direito Constitucional da Criança e do Adolescente (Faculdade de Direito-UFBa), mestre em Ciências Sociais Aplicadasà Educação (UFBA), psicopedagoga (CETIS-SEDES-PUC/SP) e atua até hoje como consultora na área de Educação e Psicopedagogia em diversos órgãos públicos e instituições privadas.
 

Segundo a futura Acadêmica, que ainda se considera uma aprendiz, a qualidade do trabalho de cada geração sempre será enriquecida pelos que as sucedem, numa linha contínua ou disruptiva de construções e conquistas da evolução humana

 “Caminho sempre com a mente aberta e o pensamento flexível para absorver as aprendizagens que os desafios dos tempos nos confrontamDediquei toda a minha vidaà Educação, sempre com o reconhecimento público do trabalho realizado. Mas sempre contei com o apoio e a construção coletiva de alunos e de profissionais capacitados que transitaram comigo. Agradeço a todos por compartilhar e dividir os anseios, angústias e superações. Aprendemos e crescemos juntos!”, reflete Célia Cordeiro.
 

SERVIÇ

 O quê:

Posse da Professora Célia Maria Ferreira Cordeiro como titular da Cadeira 10 da Academia Baiana de Educação – Patrono: Castro Alves

Quando: 

09/11terça-feiraàs 19h

ID Lattes: 

CV: http://lattes.cnpq.br/7875770610329659

#conexaoin

#conectadocomanoticia

POR: Rita Moraes
Publicado em 08/11/2021