ConexãoIn

A cor da hora é o rosa millennial pink. Confira!

O Millennial Pink está fazendo a cabeça de estilistas, decoradores e designers. O tom nasceu do Greenery, verde folha eleito a cor do ano pela Pantone (empresa que pesquisa tendências sobre cores que os mercados de moda, beleza e lifestyle vão adotar).

O ano de 2016 usou e abusou do Rose Quartz, rosa bem claro, considerado a cor do amor, mas 2018 é a vez do rosa forte e vibrante, que tem tudo a ver com a geração millennium, aquela que nasceu entre a X e a Y – daí seu apelido, rosa millennial. “O ‘culto’ à cor surgiu há muitos anos: saiu dos blushes da beleza, foi para a moda e o lifestyle. Ela também está presente nas nossas memórias infantis, dos tempos dos milkshakes e pâtisserie. Agora, amadureceu. Emancipou-se e se tornou mais sofisticada”, diz Lili Tedde, braço direito da pesquisadora de tendências holandesa Li Edelkoort.

Outro fator que impulsionou sua chegada aos holofotes foi a quebra de padrões de gênero. O rosa há muito tempo deixou de ser “coisa de menina”. E isso também vale para o cinema. O cenário do filme O Grande Hotel Budapeste de 2013,  do diretor Wes Anderson, já previa o sucesso do Rosa Millennial.

Na decoração, o tom é explorado de várias formas:  Minimal, em itens como poltronas, ou ousado, usado na sala inteira. Restaurantes como o Pietro Nolita, em Nova York, e o La Pâtisserie de Rêves, em Paris, cobrem-se de Rosa Millennial de cima a baixo.

Nas passarelas, o rosa dominou por inteiro looks femininos e masculinos, quebrando tabus.  No dia a dia, o ideal é  inserir o tom é usá-lo em uma peça ou acessório. Para os mais recatados, mas que querem estar na moda é usar uma produção monocromática,  com sobreposições de peças rosa, dessa forma, se adere à a sem nenhum receio.

POR: Rita Moraes
Publicado em 01/08/2018