ConexãoIn


A animação infantil “Filho, quer saber?”, novo curta musical da turma do Flamiguinhos, será lançada no Dia das Mães (08/05), no canal FLA TV, no Youtube

A animação infantil “Filho, quer saber?”, curta inédito da turma do Flamiguinhos, será lançada no Dia das Mães, 8 de maio, no canal FLA TV, no Youtube, com mais de 6 milhões de inscritos (www.youtube.com/user/flamengo). Sinônimo de torcedores da nova geração do Flamengo, o projeto Flamiguinhos foi lançado há dois anos com o objetivo de conectar o clube ao público de 0 a 8 anos. O formato das animações é o “sing-along”, em que os espectadores cantam junto com os personagens. O novo curta-metragem musical, o 23º do projeto, conta com música inédita composta por André Diniz e homenagem ao pai do músico, Roberto Magalhães Diniz (vice-presidente de Patrimônio Histórico do Flamengo), falecido recentemente.

Os personagens dos vídeos, Tuco, Keka, Beto e Lulu, tornaram-se conhecidos das crianças rubro-negras. Além deles, jogadores importantes da história do Flamengo e artistas que torcem para o time viraram personagens das animações, como Zico, Gabi, Felipe Luís, Dudu Nobre e Jorge Aragão.  A primeira animação da série se chamava “Filha, quer saber?” e contava a história de uma menina que perguntava ao pai por que a família torcia para o Flamengo. O vídeo ganhou grande repercussão entre os torcedores do time ao passar uma mensagem de amor familiar, senso de pertencimento e união ao redor de uma paixão (o clube esportivo) e de gratidão pelos antepassados que nos deixaram tantas heranças. Com isso, as flamenguistas começaram a perguntar quando teriam a versão de mãe para filho.

“A resposta do pai sobre o amor pelo time, em forma de música, é uma verdadeira poesia e carta de amor ao Flamengo e a sua filha. Além de passar a mensagem de gratidão à linhagem e aos que os antecederam que deixaram essa herança que agora estava sendo passada para a filha e iria se perpetuar”, conta Thiago Côrrea, sócio da Gávea Sports & Entertainment, agência de marketing esportivo responsável pela marca. “Desde então, recebemos várias mensagens de mães, fãs do Flamiguinhos, perguntando quando faríamos a versão da mãe para o filho. Encontramos, agora, neste Dias das Mães, a oportunidade perfeita de fazer essa homenagem mais do que merecida”, acrescenta.

A marca Flamiguinhos preencheu uma lacuna do time, que ainda não tinha ações voltadas para torcedores de 0 a 8 anos. “Nossa ideia é voltar a incentivar a paixão pelo futebol nessa faixa etária”, explica Thiago. “Os diversos vídeos do Flamiguinhos já tiveram 11 milhões de visualizações desde o final de 2020. A meta, com a nossa presença na FLA TV e diversas ações que planejamos para 2022, é que a marca se aproxime cada vez mais dos 40 milhões de torcedores em todo o Brasil”, calcula.

Sobre a Gávea Sports & Entertainment

Com o aumento das opções de entretenimento digital nas últimas décadas, em serviços de streaming, games, aplicativos e mídias sociais, os empresários Eduardo Torres e Thiago Corrêa identificaram que as marcas esportivas estavam perdendo força em estabelecer conexões com as novas gerações. Crianças e jovens, que antes tinham menos alternativas de entretenimento e consumiam esportes com a família pela TV, criavam organicamente vínculos com uma agremiação. Agora dificilmente param em frente à TV para dividir esses momentos com os pais. Em fevereiro de 2021, a dupla de brasileiros radicada nos Estados Unidos criou a Gávea Sports & Entertainment, com sede em Atlanta (Geórgia), com o objetivo de conectar essas novas gerações com as marcas mais importantes do esporte mundial por meio de conteúdos e experiências culturais e de entretenimento em múltiplas plataformas de consumo. A primeira ação da empresa foi a criação da marca Flamiguinhos para o Flamengo.

“Nós acreditamos que as marcas esportivas são as mais fortes “Love Brands” no mundo (aquelas que ultrapassam a relação cliente/empresa e tornam-se essenciais na vida do consumidor)”, explica Thiago Corrêa. “Há um potencial gigantesco e uma legião de seguidores fiéis. Queremos otimizar esse amor e ampliá-lo, estendendo também para as novas gerações. A maneira que nossa empresa se propõe a criar essa jornada em parceria com os clubes inclui a criação de uma ou diversas extensões de marca focadas no público de até 18 anos, com novos produtos digitais e físicos. A alma de tudo é a criação de um conteúdo e distribuição feito sob medida para a nova geração”, acrescenta.

O sócio Eduardo Torres lembra que o esporte é importante para despertar a consciência de cidadania na criança e para ensinar princípios e experiências que elas levam para a vida. “Por isso, quando as novas tecnologias e plataformas de entretenimento se tornam parte comum da vida das novas gerações, é preciso que as grandes marcas esportivas se façam presentes neste novo universo. O novo Sportainment precisa ser desenvolvido para além do nicho do esporte”, enfatiza.

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 06/05/2022