ConexãoIn


Ao lado de ministros, Jerônimo entrega Colégio de Tempo Integral e adere a programas federais em Feira de Santana

Cerca de 1.300 alunos da rede estadual de Feira de Santana estão de casa nova. Nesta segunda-feira, 17, em visita ao município, o governador Jerônimo Rodrigues inaugurou mais um Colégio de Educação em Tempo Integral, com uma estrutura completa e moderna para proporcionar uma educação de qualidade aos estudantes da região. Mais de R$ 30 milhões foram investidos na construção da unidade, que conta com 24 salas de aulas, biblioteca bem equipada, quatro laboratórios, um teatro com capacidade para 175 lugares, piscina semiolímpica, restaurante estudantil, quadra coberta, campo de futebol de grama, pista de atletismo, entre outros equipamentos.
O governador, que foi acompanhado dos ministros da Educação, Camilo Santana, e da Casa Civil, Rui Costa, destacou que, além da infraestrutura moderna e adequada, os Colégios de Tempo Integral na Bahia possuem bons professores, estudantes, servidores e planejamento de atividades que focam a formação na totalidade. “Estamos entregando aqui num bairro importante essa escola de tempo integral, os alunos vão chegar pela manhã, vão tomar café, seguem para a sala de aula, e têm garantido almoço e durante a tarde têm agenda de reforço escolar, atividades de ciência, de educação física e cultura, de esporte, entre outras”.
A implantação do Colégio de Educação em Tempo Integral representa um importante avanço para o sistema educacional de Feira de Santana, pois oferecerá aos alunos uma estrutura adequada para o desenvolvimento integral, possibilitando o acesso a diversas atividades esportivas, culturais e de formação profissional. Cerca de 40 colaboradores atuam na unidade, entre direção, coordenação pedagógica, professores e equipe de apoio. A inauguração contou com apresentações esportivas e artísticas promovidas pelos alunos da unidade.
Conforme a diretora da escola, Ana Verena Rodrigues, “o espaço não é apenas uma escola, mas um ambiente de aprendizado, crescimento e descobertas para os estudantes da região. A Educação em Tempo Integral é uma aposta no futuro, e o novo colégio é um exemplo do compromisso do governo em transformar vidas por meio da educação”.
Retomada de obras e alfabetização infantil
Durante o evento, o governador participou da apresentação do Pacto pela Retomada de Obras da Educação, ao lado dos ministros da Educação, Camilo Santana; e da Casa Civil, Rui Costa. Jerônimo assinou o protocolo de intenções para firmar a parceria entre o Governo Federal e o Governo da Bahia visando ampliar os investimentos na área educacional.
Segundo o ministro Camilo, o Pacto visa possibilitar a conclusão de mais de 3.500 obras de infraestrutura escolar paralisadas ou inacabadas em todo o país. A ação pode criar cerca de 450 mil vagas nas redes públicas de ensino no Brasil, com um investimento previsto de quase R$ 4 bilhões, entre 2023 e 2026.
Sobre o pacto que prevê a retoma de obra de creches e escolas no país, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, detalhou as metas do programa que vai contemplar 203 municípios baianos. “São quase quatro mil escolas no Brasil. Na Bahia, esse número chega a quase 400 unidades que estavam aí paralisadas, e nós vamos retomar essas obras, para que, em cerca de um ano, crianças e adolescentes possam ter escolas novas onde estudar e possam sonhar e projetar o seu futuro”, frisou.
Os ministros e o governador também assinaram o documento que garante a adesão da Bahia ao programa do Governo Federal Criança Alfabetizada, que vai subsidiar ações concretas dos estados, municípios e Distrito Federal para a promoção da alfabetização de todas as crianças do país.
Certificação
Além da inauguração do novo colégio e da apresentação do Pacto, o governador Jerônimo participou da solenidade de certificação de 300 educandos do Projeto Educa Mais Ação, uma iniciativa que capacita em áreas práticas, com empregabilidade e oportunidade de prestação de serviços, como penteados, designer de corte de cabelo, barbearia e panificação.
Entre o público atendido pela ação estão jovens a partir de 17 anos, mulheres vítimas de violências e chefes de família que estão fora do mercado de trabalho ou sem fonte de geração de renda.
Inclusão
Na ocasião, o governador entregou três unidades do equipamento OrCam MyEye 2.0, destinado a estudantes da rede pública cegos ou com baixa visão. Considerada a ferramenta mais avançada do mundo para prover assistência e reabilitação de pessoas com deficiência visual, o dispositivo se anexa a um óculos convencional e faz a leitura automática de diversos elementos apresentados, como textos, telas, rostos e objetos, melhorando a qualidade de vida dos usuários e promovendo inclusão social.
Fotos: Mateus Pereira/GOVBA
POR: Rita Moraes
Publicado em 17/07/2023