ConexãoIn


Dia Mundial do Ambiente acende o alerta para a preservação das árvores em áreas urbanas

Homem sentado na grama

Descrição gerada automaticamente com confiança média

Engenheiro agrônomo e criador do projeto #TáFaltandoÁrvore Alex Sá Gomes explica que a vegetação é indispensável para o equilíbrio do espaço urbano 

 

Na próxima quarta (05), é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, data que visa alertar sobre as consequências das mudanças climáticas e estimular reflexões sobre a necessidade de preservação do meio ambiente para a sobrevivência de todos os seres vivos. Segundo o engenheiro agrônomo e paisagista Alex Sá Gomes, um dos elementos que contribui para o equilíbrio do ecossistema é a conservação da vegetação nativa em áreas urbanas, assim como a criação de novas áreas verdes para ajudar a reduzir os impactos da ação humana sobre a natureza.

“A vegetação interfere diretamente em diversos fatores que atuam sobre o microclima urbano, como a radiação solar, a temperatura e a umidade do ar, os ventos, a poluição do ar e as chuvas. As matas ciliares, vegetação presente nas margens de rios, são fundamentais para estabilizar o solo e melhorar a absorção da água que escoa para os rios, reduzindo os riscos de enchentes, como aconteceu recentemente no Rio Grande do Sul”, explica.

Além de auxiliar na redução de diversos problemas causados pela urbanização, na regulação do microclima e na drenagem das águas pluviais, oferecendo sombreamento e estabilização da temperatura, as vegetações em áreas urbanas, sobretudo na forma de parques, reservas e praças, promovem melhorias no bem-estar psicológico e físico das pessoas.

Estudos indicam que o contato com a natureza está diretamente ligado com a melhora de vários índices de saúde e de bem-estar, como a diminuição da pressão arterial, a redução dos hormônios associados ao estresse, a melhora dos batimentos cardíacos, do humor e da função cognitiva.

“É de extrema importância a preservação das árvores plantadas nas cidades para que possam crescer de forma saudável e resistam, por exemplo, às tempestades de verão, período em que se concentra o maior número de quedas por conta das chuvas nesse período. Além da proteção e manutenção das áreas verdes já existentes, todos nós, como cidadãos, precisamos nos conscientizar sobre o plantio de novas árvores em nosso entorno”, destaca o engenheiro agrônomo.

Campanha #TáFaltandoÁrvore

Por isso, Alex realiza desde 2020 a campanha #TáFaltandoÁrvore, uma iniciativa que tem como o objetivo conscientizar e estimular o plantio de novas árvores na cidade, denunciar agressões ao meio ambiente e unir pessoas em torno do mesmo propósito.

“Em meio ao desmatamento e a crise climática que o mundo vem enfrentando, ações que impulsionam o cuidado com a natureza e o plantio de novas mudas se tornam cada vez mais importantes. Por isso, eu realizo há mais de 30 anos, atuando pela minha empresa Terra Verde, várias campanhas em defesa do meio ambiente como a distribuição de mudas de árvores, adoção de praças, plantios em orfanatos e hospitais. Há três anos, tive a ideia de reunir todas essas ações no projeto #TáFaltandoÁrvore. É um movimento que lembra que as árvores são um dos bens mais importantes do planeta e, por isso, é essencial preservá-las”, esclarece Alex.

Foto: Divulgação/Projeto Tá Faltando Árvore

POR: Rita Moraes
Publicado em 04/06/2024