ConexãoIn


Às vésperas do Plano Safra, viagem à China inspira delegação do MDA

 

 

A delegação do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) saiu da capital chinesa e percorreu cerca de 500 km até Weifang para visitar a fábrica da Lovol e a União Cooperativa Profissional de Plantio de Yuquanwa. “Às vésperas do Plano Safra, essa viagem está servindo de inspiração para constatarmos, na prática, a importância de estimular a produção de alimentos saudáveis para a população, a produção via cooperativas e a mecanização e tecnificação da nossa agricultura familiar”, destacou o ministro Paulo Teixeira.

Na fábrica da Lovol, marca que atua na produção, entre outras, de máquinas e equipamentos agrícolas, além de conhecer os produtos, a comitiva conheceu o interesse da fábrica em parcerias com indústrias brasileiras para produção de maquinário e geração de empregos no Brasil. “Queremos levar a tecnologia desse maquinário agrícola para o Brasil. Como na China foram feitas várias reformas agrárias e as propriedades são pequenas, eles têm máquinas que atendem as soluções necessárias para a agricultura familiar brasileira”, explicou Paulo Teixeira.

Na União Cooperativa Profissional de Plantio de Yuquanwa a visita foi para conhecer algumas propriedades e produtores de frutas, verduras e hortaliças orgânicas para atender o mercado interno chinês. “Aqui eles produzem em estufa, com alta tecnologia de controle de luz, temperatura, irrigação e bioinsumos. São coisas que o Brasil já tem, mas que precisam ser amplificadas”, destacou Teixeira.

A comitiva reúne, além do ministro Paulo Teixeira, a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), os movimentos sociais de agricultores – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT (Contraf-CUT), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), a Universidade de São Paulo (USP), o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

POR: Rita Moraes
Publicado em 11/06/2024