ConexãoIn


Companhia aérea oferece indenização de R$ 130 mil a feridos em turbulência

 

A Singapore Airlines está oferecendo o pagamento de US$ 25 mil, o equivalente a R$ 133 mil, em indenização aos passageiros que sofreram ferimentos graves durante um voo que passou por uma forte turbulência. Um passageiro morreu e pelo menos 80 pessoas ficaram feridas no incidente.

A empresa aérea também está oferecendo uma indenização de US$ 10 mil (cerca de R$ 53 mil) aos passageiros que sofreram ferimentos mais leves. O jato Boeing 777 decolou de Heathrow, em Londres, em 20 de maio, com destino a Cingapura, quando encontrou uma turbulência extrema perto de Mianmar, obrigando-o a desviar para Bangkok.

As primeiras investigações concluíram que a aeronave ficou presa em uma corrente de ar ascendente antes de cair repentinamente quase 180 pés, causando a maioria dos ferimentos durante um período calamitoso de 4,6 segundos, de acordo com um relatório preliminar dos investigadores de Cingapura divulgado em 29 de maio.

Um britânico de 73 anos, identificado como Geoffrey Kitchen, morreu no acidente e várias dezenas dos 229 passageiros e tripulantes a bordo ficaram gravemente feridos, com lesões na coluna vertebral e no crânio. Até a semana passada, cerca de 20 passageiros ainda estavam recebendo tratamento médico em hospitais de Bangkok.

Todos os passageiros a bordo do voo receberão o reembolso de sua passagem aérea, independentemente de terem se machucado ou não, bem como um pagamento de até £ 520 (R$ 3.543) ou € 600 (R$ 3.446) pelo atraso em sua viagem, de acordo com as regras da União Europeia ou do Reino Unido.

 

As informações são da Bloomberg e Reuters.

h

 

POR: Rita Moraes
Publicado em 11/06/2024